Financiamento para importação: o que existe de possibilidade no mercado (microcredito, crowd funding, finimp)

Importação de produtos pode ser um negócio realmente promissor, contudo é necessário preparação e investimento para conseguir fazer o negócio andar. Para isso, muitas vezes é necessário conseguir algum financiamento para importação.

Há quem pense que somente grandes negócios tem o crédito necessário para conseguir financiamentos para investir no próprio negócio de importações. Contudo, se você é um pequeno negócio ou está começando agora, não se desanime, essa opção também está disponível para você.

Quer saber mais sobre essa temática a fim de dar aquele gás em seu negócio? Bem, continue lendo esse texto e aprenda um pouco sobre esse assunto!

DUAS FORMAS DE FINANCIAR O SEU NEGÓCIO DE IMPORTAÇÃO

Existem linhas de financiamento específicas, mas outras mais genéricas, contudo, todas são meios de conseguir o tão sonhado capital para investir no próprio negócio de importação. Bem, sem mais delongas, vamos conhecer os seus nomes.

  1. Finimp

O Finimp é uma operação de crédito destinada unicamente ao financiamento de importações de produtos e serviços. Por ser algo especifico, traz diversas vantagens para o importador, sendo até mais vantajosa que outras linhas de crédito.

Esse financiamento pode se dar de duas formas: direta e repasse. Na primeira o importado brasileiro tem o serviço diretamente concedido por um banco no exterior, essa transação já foi conhecida como Firce 26. Já a segunda modalidade desse financiamento é feita por intermédio de bancos nacionais, ou seja, o banco exterior abre uma linha de crédito com um banco brasileiro que então repassa para o importador. Esta forma era conhecida como Firce 25.

Essa linha de crédito é muito interessante por apresentar taxa de juro atraente; prazos longos, podendo chegar a até 10 anos; alguns contam com taxas fixas ou variantes de acordo com a taxa LIBOR; possibilidade de financiar 100% da importação – incluindo gastos locais; não é cobrado IOF sobre esse financiamento. Para informações mais completas sobre o Finimp, você pode acessar nosso texto que explica ainda mais sobre como ele funciona.

  1. Crowdfunding (Financiamento Coletivo)

O Crowdfunding ou financiamento coletivo é uma metodologia de financiamento que bombou nos últimos anos. O objetivo era que startups conseguissem fundos para a sua operacionalização, contudo, os seus usos podem sim ser bastante diversificados incluindo negócios de importação!

Saiba que essa não é uma tarefa tão simples como parece, angariar fundos pode meio de doações de completos desconhecidos requer um ótimo planejamento, até mesmo para conseguir passar a sua ideia através de um projeto indexado na plataforma de escolha.

O primeiro passo é escolher em qual plataforma você irá veicular o seu projeto e que tipo de projeto será. Existem diversas plataformas e tipos de campanha de doação normalmente utilizada por instituições de caridade; recompensa que é quando a empresa promete uma recompensa aos colaboradores; equity crowdfunding onde os colaboradores são considerados investidores; e o debt crowdfunding no qual o dinheiro investido é devolvido com juros.

Se optar por essa metodologia, invista bastante tempo na apresentação do seu projeto, deixe claro os objetivos e prazos a fim de demonstrar que se trata de um investimento sério.

  1. Microcrédito e outros empréstimos para importação

Uma outra opção pode ser buscar algum programa de crédito junto ao seu banco. Você pode ligar para seu gerente e entender que tipo de crédito tem pré-aprovado em seu banco. Lembre-se de analisar muito bem quais taxas e juros serão cobrados e sem dúvida calcule o total a ser pago de volta para o banco.

Independente da metodologia que você escolha para financiar a sua empresa de importação, procure sempre saber todos os pormenores a fim de evitar surpresas desagradáveis, como, por exemplos, juros abusivos ou cancelamento do projeto na metade do caminho.

Gostou das nossas dicas? Fique ligado em nosso blog para mais novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *