Importar legalmente: Entenda os principais passos para importar corretamente e ser competitivo

Seguir a legislação, fazer um bom planejamento, estruturar todo o processo de importação. Todos esses são passos que compõem um verdadeiro tripé do sucesso na importação. Além de ser o caminho mais favorável e com maior chance de sucesso, também é o mais correto e que segue as regras de compliance.

Com um comércio cada vez mais competitivo, por vezes nos deparamos com pessoas buscando atalhos para pagar menos impostos ou ter acesso a meios de transporte mais baratos, ainda que não sigam algumas regras estabelecidas em lei.

Sabe-se muito bem que o Estado não consegue estar presente em todas as transações, não podendo assim, agir de forma preventiva em todos os casos. Porém os processos de importação são específicos e rigorosos e acreditamos que não vale a pena arriscar seu negócio.

Consumo Consciente e Compliance

Atualmente, vemos cada vez mais consumidores buscando informações sobre a procedência de produtos que estão comprando. Esse fenômeno, próprio do século 21, tem causado desafios às empresas que agem em desacordo com normas. É o caso do mercado da Moda por exemplo com muitos escândalos no que diz respeito a trabalho escravo.

Ainda que esquemas de importação pareçam ser vantajosos no curto prazo, no médio e logo prazo pode gerar prejuízos irreparáveis. Isso tanto com consumidores como com os órgãos reguladores. Uma vez que seu nome estiver manchado frente aos consumidores e seu CNPJ estiver marcado pela Receita Federal, não tem mais volta.

Além do mais existem alternativas para te ajudarem a entender se o seu produto está sendo importado da forma mais vantajosa financeiramente e ainda se mantendo nos conformes das leis.

Acompanhe seu processo e conheça bem seus fornecedores

Acompanhar o sistema regulatório, estar sempre alinhando seu processo de importação e aprimorar seus lucros de uma forma legal, garante não somente o seu lucro, mas a prosperidade de sua empresa. Dificilmente veem-se empresas que crescem na informalidade, vendendo produtos contrabandeados, e ascendem ao mercado formal.

Além de entender o universo regulatório de sua importação, busque por prestadores de serviços que sejam realmente parceiros. Entenda com eles se o NCM escolhido é realmente a melhor opção para seu caso, as vezes diferentes classificações podem significar o pagamento de menos impostos.

Outra dica importante é compreender os valores que compõe o total de sua importação. Tivemos casos de economias significativas de nossos clientes conseguindo valores vantajosos em armazenagem, por exemplo.

Outro ponto muito importante é a logística internacional, também já tivemos casos de reduções de R$ 5 a 10 mil reais em um processo de importação, apenas com ajustes e integração da logística. Isso, no acumulado de um ano, por exemplo, pode ser o fator de sucesso ou fracasso do seu negócio.

Aproveite para revisar seus fornecedores e prestadores de serviços. Muitas vezes o trabalho em conjunto pode te ajudar a economizar em sua importação e ainda se manter dentro de todas as regulamentações da lei.

Esperamos que tenha sanado suas dúvidas!

Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *