Como e porque pesquisar dados dos países que deseja importar

Quer sejam por questões de abertura de mercado, impostos que incidem sobre negociações internacionais, ou mesmo qualidade de produtos, foco das commodities, e por aí vai, pesquisar os dados dos países com os quais se deseja fazer negócio é um passo sábio e muitas vezes, econômico. Saiba mais detalhes aqui em nosso site.

O processo de observar todos os dados relevantes para os processos de exportação e importação pode ser uma tarefa difícil. Porém, quando feito adequadamente é capaz de esclarecer uma infinidade de pontos a respeito das políticas locais e evitar que seja firmado um contrato que traga mais prejuízos que lucros.

Sabendo das dificuldades, algumas plataformas foram criadas para ajudar aos interessados em importar ou exportar. Uma delas, e a que mais recomendamos é a Comex. Vamos explicar detalhes sobre essa ferramenta frente ao comércio exterior e os seus benefícios de uso.

Como ter informações precisas dos países que deseja importar ou exportar pode te ajudar

Obter dados a respeito dos países com os quais desejamos fazer negócio é de extrema importância. Esses dados podem ter uma influência dramática na forma de transporte dos itens, época de compra, quantidade de produtos oferecidos, exigências legais e assim por diante.

A dica para pesquisa é o site Comex Vis. Essa é uma ferramenta interativa que possui uma infinidade de dados a respeito do comércio exterior, além disso é vinculado ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Recentemente a ferramenta ganhou mais módulos de visualização, podendo segmentar os PPE (Principais produtos Exportados) assim como os PPI (Principais produtos Importados).

Essa plataforma foi lançada em 2016 pela Secretaria de Comércio Exterior do citado Ministério. A ferramenta tem o objetivo de corrigir a problemática que trouxemos acima, da inacessibilidade dos dados de comércio exterior, tornando-os mais transparentes e de acesso intuitivo.

Além dos PPI e PPE, também podemos ver 5 recortes econômicos. Um generalista sobre o Brasil, assim como Blocos e Continentes, Países Parceiros, Unidades da Federação e Municípios. Para a maior democratização da plataforma, ela é completamente responsiva e legível em smartphones, tablets e computadores.

O apoio às exportações

Funcionando como um instrumento de inteligência comercial, o COMEX VIS está associado ao estímulo da internacionalização de nossas empresas, principalmente aquelas que possuem grande potencial exportador. Com essa base de dados disponível fica mais fácil e assertivo estruturar um planejamento coeso.

Outras plataformas que podem te ajudar bastante são as duas que que seguem abaixo:

Vale a pena cruzar os dados das plataformas e complementar com, pesquisas de políticas internas e externas para cada caso. Em alguns países, existe o mecanismo de ACC, ou ACE, que são mecanismos de financiamento governamental, que tanto aceleram quanto beneficiam as negociações. Verifique se seu caso de importação ou exportação não se aplica a esses mecanismos.

Resumindo

É muito importante efetuar uma profunda pesquisa antes de iniciar um processo de importação e exportação. Caso já tenha iniciado o seu processo, vale verificar também se é possível encontrar facilidades para aperfeiçoar ainda mais sua importação.

Além disso, dados estruturais de cada país como: crescimento econômico, perfil político, estado da inflação, entre outros dados, podem te ajudar a estruturar um planejamento de compra/venda mais estruturado. Certifique-se de exigências locais ou procedimentos extras para sua importação. As vezes até mesmo uma viagem para o local pode te ajudar a entender melhor a dinâmica do país e do fornecedor. Na entrevista com o Rodrigo da Fixcomm ele conta seu processo.

Já vivenciou esse processo? Conte para a gente!

Até breve!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.