Dropshipping: O que é, quais os benefícios e desafios?

Quem está começando a operar no comércio exterior com a importação de produtos para revender deve conhecer a modalidade de negócio chamada dropshipping. Consiste em uma estratégia bastante vantajosa para quem deseja comprar de outros países e vender para compradores brasileiros.

Portanto, para saber tudo a respeito desse tipo de venda continue com a leitura deste artigo e nos tópicos a seguir descubra o que é o dropshiping, quais são os seus principais benefícios e os desafios existentes.

  • O que é e como funciona o dropshiping
  • Vantagens do dropshiping na importação
  • Desafios do dropshiping para os importadores

O que é e como funciona o dropshiping

O dropshipping é um termo que tem como origem a união das palavras drop, que pode ser traduzida como largar e shipping, que significa remessa em inglês. Desse modo, a expressão explica um tipo de compra na qual uma empresa larga a sua remessa para outra.

Essa técnica é amplamente utilizada por muitas lojas virtuais, nas quais o consumidor adquire um produto por meio do seu site, mas é outro fornecedor quem realiza a entrega para o cliente final. Em outras palavras, o e-commerce faz uma venda e repassa o pedido para uma empresa parceira.

Assim, o responsável pelo armazenamento, bem como pelo estoque e distribuição dos produtos vendidos é da empresa parceira. Em muitos casos, o fornecedor está em outro país, o que ocorre quando se trata da comercialização de bens importados.

As lojas virtuais situadas no Brasil que aderem ao dropshiping, usualmente, fazem a parceria com empresas chinesas, que remetem os seus produtos para os compradores brasileiros.

É muito comum que e-commerces que estejam iniciando no ramo das importações escolham essa modalidade de negócio. Para tanto, basta criar uma loja virtual e divulgá-la para o seu público-alvo, sendo que para facilitar o processo, hoje em dia, a mesma pode ter uma integração com o site do fornecedor chinês.

Com isso, logo que o comprador realiza uma compra, a informação é simultaneamente encaminhada para a empresa parceira localizada no exterior. Desse modo, o risco de falhas no sistema é menor, sem contar que mais cedo o cliente vai receber a sua encomenda no seu endereço.

Vantagens do dropshiping na importação

Como é de se imaginar, existem muitas vantagens em aderir a essa modalidade de comércio eletrônico. Entre elas, estão diferentes tipos de facilidade, uma vez que a loja virtual não tem que se preocupar em gerir estoque, nem armazenar os produtos e tampouco em entregá-los.

Isso quer dizer que um dos principais benefícios do dropshiping está no fato do baixo investimento que é necessário para as operações do e-commerce, principalmente, para quem está iniciando no ramo das vendas e importações.

Dessa forma, sobra mais verba para investir em uma loja virtual de qualidade que ajude a promover os produtos, bem como para abrir uma empresa de forma legal, seguindo todos os trâmites necessários. Afinal, para operar através do dropshiping é fundamental que haja uma empresa legalmente aberta.

Já que a loja virtual não precisa se preocupar com toda a logística que envolve as vendas online, mais uma vantagem importante dessa modalidade de negócio é a possibilidade de oferecer um maior número de itens para o seu público-alvo. Assim, é possível ao e-commerce se destacar pela variedade de produtos.

Desafios do dropshiping para os importadores

Mas quem deseja apostar no dropshiping deve conhecer ainda quais são todos os desafios que existem nesse formato de vendas. Se por um lado existem diversos benefícios, por outro, é essencial estar atento aos perigos existentes para quem investe nessa modalidade de negócio.

Um deles é a possibilidade de perder a confiança de um cliente se não houver uma comunicação transparente. Ou seja, é preciso deixar bem claro para o seu público-alvo que, em algumas situações, principalmente, de acordo com o valor da compra, pode haver a incidência de impostos.

Em muitos casos, mesmo com a tributação de 60% sobre o valor da mercadoria referente ao Imposto de Importação e o ICMS, que podem incidir na compra, a aquisição continua a valer a pena. Afinal, alguns itens adquiridos no exterior possuem preços realmente baixos comparados ao mercado nacional.

De todo o modo, é imprescindível que o comprador tenha ciência dessa possibilidade. Além disso, todo o consumidor brasileiro tem o direito de devolver o produto comprado até sete dias depois da entrega, sem ter que explicar o motivo.

Se isso acontecer, é preciso devolver o dinheiro para o consumidor e pode haver prejuízo conforme o acordo que se tenha com o fornecedor do exterior. E mais, de acordo com o tipo de mercadoria que a loja venda por meio do dropshiping, a margem de lucro pode ser pequena.

Portanto, antes de aderir a essa modalidade é preciso avaliar se trata-se de um negócio realmente lucrativo para o seu segmento de mercado. Mais um aspecto que pode ser considerada uma desvantagem é que o prazo de entrega sempre vai ser mais longo comparado a outras empresas.

Nesse caso, o valor deve ser um diferencial, a não ser que a sua empresa comercialize itens que são encontrados apenas em outros países. Uma dica para avaliar a viabilidade do seu negócio baseado em dropshiping é executando um plano de negócios e uma análise profunda do mercado que deseja atuar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *