Gestão de continuidade de negócios: entenda o que é e qual a sua importância

As organizações estão constantemente sujeitas a ameaças internas e externas. No campo externo, a pandemia do COVID-19 é um dos melhores exemplos. Milhares de empresas foram impactadas negativamente.

Tendo em vista os cenários desfavoráveis, cabe aos gestores pensarem estratégias de contingência, e planos a serem implementados em casos específicos, que dificultem a continuidade dos negócios.

O que é a gestão de continuidade de negócios

O gerenciamento de continuidade de negócios é o mecanismo por meio do qual as empresas antecipam riscos e estruturam planos de ação, voltados para situações que ameacem a continuidade das atividades.

As ameaças potenciais são identificadas e analisadas, de modo a tornar a empresas mais resiliente frente aos desafios. Dessa forma, a realização do gerenciamento de continuidade de negócios é medida preventiva.

A medida está regulada pela norma ABNT NBR 15999. O diploma define o processo a ser seguido e os princípios aplicáveis. Um dos objetivos da Gestão de Continuidade de Negócios é maximizar a confiança tantos dos clientes quanto de outras organizações.

Trata-se de um processo amplo de gestão, que trabalha as ameaças que podem comprometer a organização, bem como os seus impactos. Assim as empresas podem agir antes mesmo da materialização dos riscos.

Como funciona a estratégia

A gestão de continuidade de negócios depende da interligação entre diversos recursos da organização, como as pessoas, as instalações, a tecnologia, a informação, suprimentos e partes interessadas.

Existem ações que são preparatórias, realizadas com vistas a garantir a continuidade do negócio em situações de risco. Exemplo disso é a criação de um ambiente viável e alternativo, que possa ser usado.

Além das ações preparatória, realizadas uma única vez, existem aquelas que demandam frequência e periodicidade. Visam, nesse sentido, garantir que o plano elaborado esteja atualizado e adequado de acordo com o cenário da empresa.

Importância da gestão de continuidade de negócios

Como é possível notar, a gestão de continuidade de negócios é voltada para cenários de risco, que comprometam o seguimento das atividades. Nesse sentido, o planejamento se torna importante em diversos aspectos.

Com a gestão de continuidade é possível identificar, de forma antecipada, as consequências advindas da interrupção. Assim os gestores podem se preparar para diversos contextos.

Antecipar os riscos de interrupção, por sua vez, permite a construção de estratégias eficientes, que possam ser aplicadas para reduzir danos e garantir a integridade do negócio.

Ao mesmo tempo, é sabido que a gestão de continuidade de negócios contribui para o bem-estar dos clientes e dos diversos players envolvidos ao longo da cadeia produtiva, uma vez que possibilita a prestação de serviços, mesmo em casos especiais.

Também é possível falar em benefícios financeiros. Empreendimentos que são surpreendidos por riscos gastam muito mais do que aqueles que já se prepararam para cenários de interrupção da atividade.

Gestão de Continuidade de Negócios para empresas que atuam com comércio exterior

Para empresas que atuam com comércio exterior, ou seja, importam ou exportam produtos, a gestão continua dos negócios é ainda mais importante. Isso porque esses negócios atuam num cenário de ainda mais variáveis e por vezes mais complexo do que empresas que atuam apenas no mercado nacional.

Alguns aspectos são um pouco imprevisíveis como: taxa de câmbio, legislações de mais de um país, aspectos culturais de fornecedores e clientes ou mesmo alteração no valor do frete como temos visto no decorrer de 2020.

Por isso, se estiver estruturando um planejamento de gestão de continuidade para o seu negócio pode ser interessante criar cenários e alternativas levando em consideração os pontos que destacamos. Um exemplo prático, para te ajudar com essa questão, pode ser o aumento do frete, como o que vivemos no final de agosto até o janeiro de 2021.

Nesse contexto seria interessante criar um cenário com o frete entre 8mil e 9mil dólares e buscar alternativas para a sua empesa dentro desse panorama. Por exemplo, pode ser interessante buscar fornecedores em outros países em que o frete tenha menos oscilação de preço ou abastecimento.

Dessa maneira, você estará preparado caso uma eventualidade volte a acontecer ou até mesmo se houver problemas com seu fornecedor atual.

Conclusão

Pode-se dizer que a gestão de continuidade de negócios está diretamente relacionada com a capacidade de resiliência de um empreendimento. Quanto mais resiliente a empresa, maior a sua capacidade de recuperação em situações extremas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *