Importação De Alimentos: Como Funciona E O Que Deve Se Manter Atento

Em outros países existem muitas variedades de produtos, com sabores e texturas distintas. A importação de alimentos pode ser muito lucrativa para aqueles que desejam investir diversas opções.

Apesar do valor destes artigos ser um pouco mais elevado que o normal, muitos clientes buscam adquirir produtos importados, principalmente os alimentos, por seu sabor único e diferente.

Neste artigo vamos entender como funciona a importação de alimentos e quais os cuidados que são precisos para realizar esta prática de maneira correta. Continue lendo e entenda.

Cuidados que devem ser tomados com a importação de alimentos

Todos os alimentos que vão ser importados precisam passar por uma aprovação de um órgão responsável pela fiscalização.

Este órgão é a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que realiza esta fiscalização em zonas de muita transição, como aeroportos e portos, afim de entender quais são os tipos de produtos que estão passando para dentro do Brasil.

Esta fiscalização é responsável por evitar que produtos alimentícios de má qualidade e que possam causar algum dano para a população brasileira, passem pela fronteira.

A importação de alimentos ainda pode passar por outro tipo de fiscalização, sendo inspecionada pelo MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Para que as bebidas e alimentos sejam liberados para dentro do pais e aprovados para consumo, elas precisam passar por estas fiscalizações que irão analisar a forma de armazenamento e se possuem algum tipo de contaminação.

Como deve ser uma embalagem de um produto importado e como fazê-lo da melhor forma?

Para que a importação possa acontecer de uma forma eficiente e que os órgãos responsáveis permitam a passagem do alimento ou bebida para dentro do país, é necessário seguir algumas recomendações da ANVISA para as embalagens:

  • Nome e especificidade do produto, caso ele esteja a granel e não possua algum desenho em sua embalagem;
  • Nome dos componentes do alimento e da matéria prima utilizada para realiza-lo;
  • Nome do fabricante, origem e data de embalagem e/ou fabricação;
  • Quais são os cuidados necessários para o armazenamento ideal, como a temperatura em que o produto deve ser conservado.

 

Além de seguir as recomendações da embalagem e do armazenamento correto, a importação de alimentos também deve ter outros cuidados.

É importante conferir se o alimento suportará o tempo de transporte, se a temperatura é a ideal e se a embalagem não receberá um peso excessivo, maior do que suporta.

Quais os principais alimentos importados no Brasil

Muitos alimentos e bebidas são importados todos os dias no Brasil mas, existem aqueles que aparecem com mais frequência:

  • Frutas exóticas e de climas diferentes. Como, por exemplo, peras frescas, ameixas, maçãs, damasco e outras frutas que não são comuns no Brasil ou não conseguem ser cultivadas.
  • Nozes que não são encontradas aqui, principalmente avelãs.
  • Peixes que não são típicos do Brasil, como salmão congelado ou bacalhau seco.
  • Azeitonas em conserva
  • Feijões e alguns outros
  • Carne bovina, sendo transportada congelada ou fresca, dependendo do método de transporte e a quantidade de tempo que levará a importação
  • Cacau em diferentes formatos, seja na forma mais bruta ou já preparado para produzir chocolates diferenciados

A importação de alimentos deve ser realizada da maneira correta, para que os órgãos responsáveis pelo transporte autorizem a entrada destes produtos no Brasil.

É preciso seguir as regras e cuidados com a embalagens e a temperatura dos alimentos, pois caso o contrário eles podem ser danificados e prejudicar a qualidade.

Realizar uma boa importação de alimentos é essencial para que o produto chegue intacto e próprio para o consumo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.