O que é Machine Learning e qual seu impacto no comércio exterior

Você sabe o que é Machine Learning e qual seu impacto no comércio exterior? Trata-se de um assunto de extrema importância para importadores e exportadores que desejam otimizar as suas operações. Então, para se manter bem informado continue lendo este artigo.

Nos tópicos a seguir, confira as principais informações a respeito do tema.

  • O que é Machine Learning
  • O que é Inteligência Artificial
  • Como empresas estão utilizando
  • Qual o impacto no comércio exterior

O que é Machine Learning

Também conhecido como Aprendizado de Máquina, a Machine Learning é uma tecnologia intimamente associada à Inteligência Artificial ou IA. Desse modo, entende-se que os compuutadores têm potencial para aprender com dados, assim como identificar padrões e tomar decisões.

Tudo isso com o mínimo de intervenção humana. Portanto, consiste ainda em uma metodologia para analisar dados de forma a automatizar a criação de modelos analíticos. No entanto, não se trata de uma tecnologia recente, pois já é estudada e mesmo aplicada há muito tempo.

A novidade é que em combinação com outras novas tecnologias, inclusive, com o big date, hoje, o Aprendizado de Máquina pode ocorrer de maneira muito mais dinâmica. Afinal, com o big date consegue-se executar cálculos matemáticos complexos de modo automático.

Assim, a Machine Learning reconhece padrões de um jeito cada vez mais ágil. Aliás, essa é a sua essência, a possibilidade dos computadores aprenderem mesmo que não sejam programados para fazer atividades específicas.

Além disso, quando eles são expostos a novos dados, desenvolvem a capacidade de adaptação, de modo independente. Isso porque eles aprendem com as informações já captadas, permitindo ainda que tomem decisões e obtenham resultados confiáveis.

O que é Inteligência Artificial

Enquanto isso, a Inteligência Artificial é um conceito mais amplo. O seu objetivo é estudar e desenvolver soluções para que o comportamento humano e a sua inteligência possam ser simuladas. Dessa forma, busca fazer com que o computador pense igual aos humanos.

Então, pode-se dizer que a Machine Learning é o caminho para atingir a AI. E assim fazer com que os computadores estejam prontos para assumir as atividades que são repetitivas e desnecessárias na vida das pessoas e na rotina dos profissionais

Portanto, a Inteligência Artificial é a ciência que busca imitar as habilidades humanas. E a Machine Learning faz o treinamento das máquinas para aprender com dados e alcançar o objetivo da IA. De todo o modo, é importante dizer ainda que alguns fatores atuais estimulam ainda mais essas tecnologias.

Entre eles, a variedade cada vez maior de dados disponíveis, bem como o processamento computacional mais eficiente. Pode-se dizer o mesmo da possibilidade de armazenar imensos volumes de informações.

Como empresas estão utilizando

Ambas as tecnologias já fazem parte do nosso dia a dia. Inclusive, empresas de diferentes segmentos podem se beneficiar das funcionalidades da IA e da Machine Learning. Em especial, quando vale a pena contar com ferramentas que permitem a análise de um grande volume de dados.

Da mesma forma, quando é preciso analisar dados complexos e, a partir deles, obter informações relacionadas ao seu mercado de atuação e público consumidor. Além disso, esses processos são mais rápidos e precisos, reduzindo o risco de haver resultados errôneos.

Assim, a empresa consegue identificar oportunidades lucrativas e até mesmo evitar riscos desconhecidos. No caso do comércio exterior, o Aprendizado de Máquina já contribui com a gestão logística de portos, assim como aeroportos e até armazéns de carga.

Desse modo, nesses locais, a IA tem a função de gerenciar o fluxo de caminhões de entrega, para evitar congestionamentos, por exemplo. É possível citar os galpões da Amazon e o sistema de automatização de cargas do aeroporto de Viracopos como locais que aplicam essas tecnologias.

Qual o impacto no comércio exterior

Diante desse cenário, pode-se concluir que os impactos para o comércio exterior são muito positivos. Afinal, com a IA e a Machine Learning, as operações de importação e exportação ganham em velocidade, o que se tornou essencial para os dias atuais.

Também existe a possibilidade de personalizar os atendimentos para aumentar a fidelidade do público-alvo, assim como reduzir os custos operacionais. A diminuição de riscos em toda a cadeia e o ganho de escala e crescimento para as empresas que atuam no comércio exterior são outros pontos.

Essas vantagens existem porque as novas tecnologias conseguem otimizar os processos aduaneiros e de importação por meio do uso inteligente de dados. Inclusive, quando se refere a grandes volumes de informações que circulam entre todas as partes envolvidas.

Com isso, pode-se extrair, filtrar, organizar e analisar esses dados, o que é inviável para os profissionais executarem em tempo hábil. Por fim, mais uma consequência importante é que se pode tomar decisões com agilidade e obter resultados mais assertivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.