Vantagens e Desafios da Cabotagem Marítima

A cabotagem é um modal de transporte em crescimento no Brasil. Ele envolve o deslocamento de mercadorias pelo mar, entre portos espalhados pela costa do país. Além disso, podem ser utilizados trechos como rios ou lagos. Nesse artigo vamos mostrar as vantagens e desvantagens da cabotagem marítima.

Vantagens da cabotagem

Uma das principais vantagens da cabotagem é a segurança. As mercadorias podem ser transportadas entre os portos, para diferentes regiões do país, com mais segurança quando comparado aos modais terrestres, como o rodoviário e ferroviário.

Na prática isso significa que as mercadorias estão menos sujeitas a interferências criminosas, como os roubos e desvios de carga. Esses incidentes são mais frequentes no transporte terrestre.

Outra vantagem é a elevada capacidade de carga, tendo em vista que as mercadorias são transportadas em navios. Dessa forma o exportador ou importador pode trabalhar com um grande volume de carga de uma só vez, facilitando planejamento da operação.

Para a sociedade a cabotagem também apresenta vantagens, na medida em que contribui para desafogar as estradas do país. Com uma frota menor de caminhões em circulação, as pessoas podem se locomover com muito mais tranquilidade e segurança pelo país.

Podemos mencionar, ainda, como vantagens da cabotagem marítima, o baixo impacto ambiental. A emissão de poluentes é muito menor no transporte pelo mar, o que é ideal para empresas que desejam atender aos melhores padrões de sustentabilidade.

Porém a cabotagem pode apresentar desafios em alguns casos e é sobre isso que falaremos a seguir.

Desafios da cabotagem

O principal desafio da cabotagem é a sua burocracia. Infelizmente, essa modalidade de transporte segue os mesmos parâmetros do comércio exterior – das navegações realizadas entre países.

Como resultado, a mesma burocracia é aplicada, no que se refere a inspeção e regulamentação. Esse é considerado um dos entraves à utilização da cabotagem no país.

Outro ponto que pode desfavorecer a cabotagem em alguns casos é a lentidão. O deslocamento de mercadorias pelo mar é mais lento do que o transporte terrestre, seja via rodovias ou ferrovias. Dessa forma, o modal exige dos exportadores e importadores muito mais planejamento.

Os exportadores e importadores que desejam utilizar a cabotagem podem enfrentar, também, uma escassez de rotas disponíveis.

A falta de investimento do governo no setor afeta a disponibilidade de rotas. Modais como o rodoviário, ferroviário e aéreo apresentam maior alcance.

Além disso, o preço do combustível para a operação da cabotagem pode ser elevado, principalmente quando comparado ao preço do combustível no exterior. Isso acontece especialmente em razão do desinteresse do governo, que não fornece benefícios fiscais, como a isenção tributária.

Por fim, vale a pena destacar a restrição ao capital estrangeiro nas operações de cabotagem. De acordo com a legislação brasileira, apenas podem atuar nesse segmento navios com bandeira nacional, o que inviabiliza investimentos externos.

Como é possível notar, a cabotagem possui uma série de vantagens e desafios que devem ser analisadas por importadores e exportadores.

Vale ressaltar que essa pode ser uma opção de transporte que ajuda empresas em suas operações. O seu crescimento poderá significar um avanço para o comércio brasileiro.

Se você quer saber a capacidade de transporte por meio desse modal, não deixe de conferir as medidas do contêiner marítimo. Você pode também entrar em contato conosco para fazermos um estudo de caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *