Entrevista com Letícia Bianca despachante especialista no segmento alimentício

Com a demanda sobre o tema de importação de alimentos crescendo decidimos sentar com a despachante Letícia Bianca da empresa USA Despachos sobre o tema. Caso queira aprofundar sobre o tema, confira o texto: Como Importar alimentos de forma segura? E Guia para importar alimentos e bebidas.

A seguir você poderá acompanhar nossa conversa e encontrará algumas dicas, erros frequentes e perspectivas para importação de alimentos.

  1. Conte um pouco sobre você e a empresa em que trabalha?

Sou Despachante Aduaneiro e minha empresa possui unidades em Santos e Itajaí, bem como atendemos nos Aeroportos e Fronteiras. Temos experiência de 25 anos no segmento de alimentos em geral, lidando diariamente com os órgãos anuentes: MAPA e ANVISA.

Realizamos extensa conferencia documental anterior ao embarque para minimizar qualquer problema durante a liberação dos produtos na Aduana de destino.

  1. Quais os tipos de negócios com que já trabalhou na importação de alimentos?

Trabalhamos com produtos diversos como: produtos de origem animal (bacalhau, queijo, presunto), frutas secas, massas, molhos e condimentos, especiarias, bebidas alcoólicas e não-alcoólicas, vinagre, azeite, entre outros.

  1. Quais os desafios e particularidades da importação de alimentos?

Os maiores desafios são: Diversidades de regulamentos junto aos órgãos anuentes e grande quantidade de documentos exigidos para a nacionalização do produto.

  1. Quais os principais erros que mais encontrou com seus clientes?

Principais erros envolvem: Emissão de documentos na origem e rotulagem, Numeração de lote, data de fabricação e validade são informações essenciais e que muitas vezes divergem entre os documentos e/ou rótulos.

  1. O que deve-se manter atento ao importar alimentos?

Deve-se ter atenção na regulamentação vigente, pois sofrem alterações constantes. Além disso, é importante revisar a emissão dos documentos e rotulagem antes do embarque.

  1. Qual a perspectiva de importação de alimentos diante do cenário atual?

Estamos enfrentando uma situação nunca vista ou imaginada, isso mudou a forma e quantidade de consumo de alguns produtos, que impactou diretamente na importação. Enquanto algumas empresas mantiveram importação regular, outros tiveram uma grande queda.

A perspectiva é de retomada da economia com expansão mais concentrada em produtos essenciais, devido à redução de renda e empregos.

  1. Qual mensagem acha interessante deixar para os leitores?

O ponto chave para importação de alimentos é que deve ser analisada toda documentação antes do embarque, por profissional especializado, isso lhe dá tempo de qualquer correção e facilita nos tramites com os órgãos anuentes envolvidos.

 

http://www.usadespachos.com.br/index2.php?pag=servicos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.